contato Departamento de Conservação e Restauro corpo Técnico Crédito

           Estou: home > Histórico > Plantas históricas

  A Basilica
  Símbolos Basilicais
  Histórico - Arquivo
  Frades Capuchinhos
  Elementos Artísticos
  Conhecendo a Basílica
  Conservação e restauro
  Peças Novas
  Cartas Patrimoniais
  Artigos sobre restauro
  Links
 
  Página Principal
 







De capela à Basílica

Tenho a honra de levar ao conhecimento de V.V.S.S. que se acha erigida na praia do Embaré, uma capela para o serviço religioso dos moradores daquele aprasivel e florescente arrabalde". (Barão do Embaré). 

Seu Orago é Santo Antônio e sua situação visinha de um lado com os terrenos pertencentes ao Snr. Dr. Ernesto Germack Passolo, e do outro lado com os da propriedade e residência do snr. Dr. Wallace da Gama Cockrane, antigo Presidente dessa illustre corporação.

 Mede o terreno onde está assentada a Capella, que e seu patrimônio, uma extensão de vinte e dois metros para a praia e cem metros de fundo.

 Foi emprehendida essa obra pia sem viso de ostentação, sem luxo, mas com a precisa decência e capacidade para os seus sagrados destinos. 

No dia  19 de Setembro passado, foi neste modesto templo e pelo exmo. Snr. Vigário da Parochia, Padre Scipião Goulart  Ferreira Junquueira, inaugurado o serviço religioso com a competente auctorisação do ordinário Diocesano havendo antes precedido á bençam geral do solo e mais pertences destinados aos officios divinos. Dando sciencia desse facto, que considero de interesse local, á Câmara Municipal, declaro Também que opportunamente farei entrega da Capella e do que lhe pertencer á irmandade que se organisar legitimamente para fins de estylo. Ser-me-há muito agradável se V.V.S.S., mandando archivar esta minha communicação fizessem registrar officialmente essa matéria, de modo que todo o tempo e de uma forma authentica conste nessa Câmara a fundação da Capella de Santo Antônio do Embaré, á Praia deste nome do município de Santos.

 Deus guarde a V.V.S.S.

Cidade de Santos, 25 de Outubro de 1875

ILLmos. Snrs. Presidente e Vereadores da Câmara Municipal desta Cidade.

  

Barão do Embaré

Carta dirigida á Vereação Municipal pelo Exmo. Snr. Visconde do Embaré.

  

Em Meados de 1875, quando o então Barão do Embaré (futuramente Visconde do Embaré) construíra para a comunidade uma pequena capela, ele sequer sonharia com a grandiosa obra arquitetônica e artística que ela se transformaria .

 A capela, que teve vida religiosa ativa durante toda a vida do Casal de Visconde do Embaré, caíra em completo esquecimento por um longo período de vinte anos, até que foi reformada e reconstruída, em 1911 por intermédio do Padre Gastão de Moraes e com o auxílio e doação da comunidade local. Colocada à disposição da sociedade, logo a capela tornou-se pequena, necessitando ser ampliada, quando passou de uma simples capelinha a uma "verdadeira Igreja", como descrito pelo Padre Gastão em uma de suas cartas, em 1915. 

A capela Foi reconstruída seguindo o projeto de Maximiano Hehl, obedecendo ao estilo Neo-Gótico, com uma torre de 20 m. de altura. A capela media 23 m. de comprimento por 6.20 m. de largura.